quinta-feira, 26 de março de 2020

09 - A Praça Tahrir (El Midan) - Jehane Noujaim (Egito, 2013)


Direção: Jehane Noujaim
Sinopse: O que significa arriscar sua vida por seus ideais? Até onde revolucionários podem ir para defender suas crenças na luta pela sua nação?


Uma praça no epicentro de uma turbulência que sacudiu o mundo e provocou um tsunami político até mesmo aqui no Brasil. A Primavera Árabe influenciou as Manifestações de Junho e toda essa catarse acabou liberando monstros que estavam adormecidos.

No Egito, a praça reuniu a utopia por um país mais democrático e por uma sociedade mais livre. Mas também foi palco para oportunistas políticos, extremistas religiosos e violência policial. Tanto lá, quanto cá.

As mudanças vieram. Mas as pautas daqueles que ocuparam a praça não foram atendidas. Ainda assim, esses personagens entraram para a história de seu país. Invisíveis, mas fundamentais para mudar os rumos da nação. Só não se sabe para que direção tá indo...

Dois anos depois desse filme, estive no Egito com minha mãe, passando diversas vezes pela Praça Tahrir. Ver o espaço físico que desencadeou terremotos políticos em todo o planeta dá uma sensação diferente, de ver a memória de uma história ainda viva.

Sessenta anos antes desse filme, nascia minha mãe. Quando ela tinha três anos de idade, o Nasser derrubou o Naguib, e o conflito interno fez com que minha mãe e meus avós se refugiassem no Brasil. Ela teve que lutar por democracia e liberdade por aqui, quando teve que encarar uma ditadura militar ainda na adolescência. Quem ficou no Egito teve que encarar 14 anos do general Nasser, 11 anos do Sadat e 20 anos do Mubarak.

Até que a população ocupou a Praça Tahrir. E Mubarak caiu. No seu vácuo entrou algo pior: os oportunistas/fundamentalistas religiosos da Irmandade Muçulmana. É como se a turma do Silas Malafaia, Edir Macedo, RR Soares e outras lideranças políticas que se utilizam do discurso religioso para ganhar votos, seguidores e dinheiro assumissem diretamente a presidência. O tiro havia saído pela culatra.

Mas a utopia por democracia e liberdade permaneceu. Nunca morre. É por isso que, ao redor do mundo, de tempos em tempos, essa energia que move parte da humanidade faz ocupar novas praças e expôr seus corpos à violência de quem quer que tudo permaneça sob o seu controle. Com Allah acima de tudo e o Egito acima de todos. 


Download:
Torrent + Legenda

domingo, 22 de março de 2020

[ESPECIAL] 40 filmes para ver na quarentena




Para quem tem o privilégio de ficar em casa, segue um especial com 40 filmes para assistir na quarentena. Vale à pena aproveitar esse período para repensar nosso modo de vida, nossas relações sociais, a política ou mesmo viajar na filosofia, na ficção científica e no existencialismo humano.

São filmes pra rir, chorar, distrair, se assustar, sonhar e pensar. Inclusive pensar no que fazer para ajudar quem não tem o mesmo privilégio de ficar em casa com segurança.

O torrent para download está no link de cada filme.

Bom confinamento!

A criada (Sebastián Silva) – Chile (2009)
A primeira vítima fatal do coronavírus no Brasil foi uma trabalhadora doméstica infectada pela patroa no Leblon. A criada faz refletir sobre a condição existencial dessas mulheres...

Roma (Alfonso Cuarón) - México / EUA (2018)

... e os conflitos sociais que envolvem essa relação. Por isso, cuide de quem cuida de você!

A morte do sr. Lazarescu (Cristi Puiu) – Romênia (2005)

A peregrinação de um paciente em busca de atendimento revela as condições de um sistema público de saúde negligenciado e o desafio de seus profissionais.

Umberto D. (Vittorio De Sica) – Itália (1952)

Uma Itália arrasada. Uma Previdência Social sucateada pelo governo. Um idoso e um cachorro.

O Anjo Exterminador (Luis Buñuel) - México (1962)

O drama existencial de um grupo impedido de abandonar um jantar e as máscaras sociais que vão caindo diante desse confinamento.

Lista de espera (Juan Carlos Tabío) – Cuba (2000)

O humor de um grupo confinando num terminal rodoviário de uma cidadezinha e as soluções coletivas diante do caos.

Isto não é um filme (Jafar Panahi) – Irã (2011)

O protesto de um cineasta confinado em prisão domiciliar e o cinema como forma de libertação diante da censura.

Dente canino (Giorgos Lanthimos) – Grécia (2009)

A psicopatia de pais que confinam suas filhas do convívio social e a tensão que vai crescendo até explodir.

Louca Obsessão (Rob Reiner) - Estados Unidos (1990)

A obsessão de uma fã e o pavor de um escritor confinado em cárcere privado.

Janela Indiscreta (Alfred Hitchcock) – Estados Unidos (1954)

O confinamento pode levar ao tédio... o tédio pode fazer você querer espiar a vida alheia... e flagrar algo sinistro.

 

O homem ao lado (Gastón Duprat; Mariano Cohn) – Argentina (2009)

Por isso é bom não ter um vizinho pentelho...

 

Um dia muito especial (Ettore Scola) – Itália (1977)

... com quem você possa ter uma experiência marcante.

 

Sociedade Alternativa (Jonathan Berman) – Estados Unidos (2005)

Viver em comunidade pode ser uma boa experiência...

A Comunidade (Thomas Vinterberg) - Dinamarca (2016)

... ou não.

Ela (Spike Jonze) – Estados Unidos (2013)

É que nos dias de hoje, a tecnologia e o vazio podem lhe jogar na solidão, mesmo estando rodeado de pessoas.


Amor (Michael Haneke) – Áustria (2012)

Por isso é que tão forte ter um amor que esteja ao seu lado até a hora da partida.

Estamos todos bem (Giuseppe Tornatore) – Itália (1990)

Na torcida para que os pais e filhos e a Itália fiquem logo bem.

A viagem para o mar (Guillermo Casanova) – Uruguai (2003)

E que quando tudo isso passar, aproveitemos a vida que nos resta para ter experiências inéditas, independente da idade.

Viver (Akira Kurosawa) – Japão (1952)

Porque a vida é uma só, o tempo é curto e o mundo é grande.

Sr. Ninguém (Jaco Van Dormael) - Bélgica (2009)

Já pensou se você fosse o último mortal da Terra numa sociedade habitada por imortais?

Os 12 Macacos (Terry Gilliam) – Estados Unidos (1995)

Já pensou se você recebesse a missão de voltar ao passado para impedir que um vírus destrua boa parte da humanidade?

Stalker (Andrei Tarkovsky) – União Soviética (1979)

Já pensou em uma zona misteriosa do planeta onde humanos sejam proibidos de entrar?

Juan dos Mortos (Alejandro Brugués) – Cuba (2011)

Já pensou se zumbis invadissem Havana?

Turista Espacial (Coline Serreau) – França (1996)

Ou se uma extraterrestre pousasse em Paris para entender como os terráqueos vivem?

O enigma de outro mundo (John Carpenter) – Estados Unidos (1982)

Mas e se esses alienígenas não fossem tão bonzinhos!?

O menino da bolha de plástico (Randal Kleiser) – EUA (1976)

E como seria ter que viver confinado em uma bolha por ter um sistema imunológico frágil, que lhe impede de entrar em contato físico com outras pessoas?

Sexo com amor (Boris Quercia) – Chile (2003)

Apesar de que no confinamento dá pra fazer bastante coisa....

$9.99 (Tatia Rosenthal) – Israel / Austrália (2008)

... como pensar no sentido da vida...

Sonata de Outono (Ingmar Bergman) – Suécia (1978)

... ou nos seus traumas e dramas pessoais...

O Guia Pervertido da Ideologia (Sophie Fiennes) - Irlanda (2012)

... com uma pequena dose de filosofia.

Waking Life (Richard Linklater) – Estados Unidos (2001)

Até por que, uma crise existencial de vez em quando não faz mal a ninguém...

O estranho mundo de Zé do Caixão (José Mojica Marins) – Brasil (1968)

... pelo contrário, nos ajuda a dar sentido à vida e à morte.

O sal da Terra (Wim Wenders, Juliano Ribeiro Salgado) – França (2014)

E nos permite refletir sobre o nosso lugar no mundo.

Powaqqatsi - A Vida EmTransformação (Godfrey Reggio) - Estados Unidos (1988)

E enxergar a sociedade que estamos construindo e deixando de herança.

O Prisioneiro da Grade de Ferro (Paulo Sacramento) – Brasil (2004)

Onde seres humanos são tratados como bicho, no Brasil...

A 13a Emenda (Ava DuVernay) - Estados Unidos (2016)

... e no exterior.

Clube de Compras Dallas (Jean-Marc Vallés) – Estados Unidos (2013)


Onde o lucro está acima da vida das pessoas...

A Doutrina de Choque (Mat Whitecross e Michael Winterbottom) - Inglaterra (2009)


... e das nações.

As hiper mulheres (Takumã Kuikuro, Carlos Fausto, Leonardo Sette) – Brasil (2011)

Mas toda essa reflexão também pode nos ajudar a construir outras possibilidades de existir e viver em sociedade.

Bingo: O Rei das Manhãs (Daniel Rezende) - Brasil (2017)

Além de aprendermos a ter mais responsabilidade com o nosso voto.


quinta-feira, 19 de março de 2020

08 - Dor e Glória (Dolor y Gloria) - Pedro Almodóvar (Espanha, 2019)


Direção: Pedro Almodóvar
Sinopse: Salvador Mallo (Antonio Banderas) é um melancólico cineasta em declínio que se vê obrigado a pensar sobre as escolhas que fez na vida quando seu passado retorna. Entre lembranças e reencontros, ele reflete sobre sua infância na década de 1960, seu processo de imigração para a Espanha, seu primeiro amor maduro e sua relação com a escrita e com o cinema.


Mais um fantástico passeio pelas memórias de Almodóvar. O diretor voltou novamente à sua infância e misturou lembranças pessoais com criações fictícias para se aproximar de dores, glórias e, sobretudo, descobertas de um tempo vivido. No presente, brinca com as frustrações, o amor e o humor. Com uma fotografia digna de grandes cineastas, o diretor espanhol voltou a realizar uma obra que honra sua filmografia.

Download:
Torrent + Legenda

sexta-feira, 13 de março de 2020

[ESPECIAL] José Mojica Marins (Zé do Caixão) - Filmografia incompleta


Não teria dia melhor para homenagear José Mojica Marins do que uma SEXTA-FEIRA 13.

O cineasta que faleceu em pleno início de carnaval é, sem dúvida alguma, o maior diretor brasileiro do gênero de terror. Quem acha que o bizarro e cômico Zé do Caixão é sinônimo de um "tosco-movie" vazio se engana. Em suas obras - pelo menos nas que eu já assisti - o horror e o suspense servem de linguagem para explorar o existencialismo humano e questões ligadas às relações sociais, como o moralismo e o fetiche pela violência.

Evidente que uma releitura de suas obras apresentarão contradições e ponderações - vistas com a lupa de hoje. Mas o seu nome será sempre lembrado quando o assunto for terror, o que lhe faz um dos mais importantes cineastas do cinema brasileiro.

Abaixo, segue sua filmografia incompleta com o torrent de 19 filmes. Desses, 17 são de sua autoria. Já em Trilogia do Terror ele divide a direção com Ozualdo Candeias e Luis Sergio Person. E o filme bônus é Maldito - O Estranho Mundo de José Mojica Marins, um documentário dirigido por André Barcinski e Ivan Finotti.


Filmes:

A Sina do Aventureiro (1958)
Meu Destino em tuas Mãos (1963)
À Meia noite Levarei Sua Alma (1964)
Esta noite encarnarei teu cadáver (1967)
O Estranho Mundo de Zé do Caixão (1968)
Trilogia Do Terror (1968)
O Ritual dos Sádicos - O Despertar da Besta (1970)
O Fim do Homem (1971)
Quando os Deuses Adormecem (1972)
Exorcismo Negro (1974)
A Virgem e o Machão (1974)
A estranha hospedaria dos prazeres (1976)
Como Consolar Viúvas (1976)
Inferno Carnal (1977)
Delírios de um Anormal (1978)
Mundo - Mercado do Sexo (1979)
Demônios e Maravilhas (1987)
Encarnação do Demônio (2008)

Bônus:
Maldito - O Estranho Mundo de José Mojica Marins (2001)


Download:
Pacote de Torrent

quinta-feira, 12 de março de 2020

07 - Coringa (Joker) - Todd Phillips (EUA, 2019)


Direção: Todd Phillips
Sinopse: Gotham City, 1981. Em meio a uma onda de violência e a uma greve dos lixeiros que deixou a cidade imunda, o candidato Thomas Wayne (Brett Cullen) promete limpar a cidade na campanha para ser o novo prefeito. É neste cenário que Arthur Fleck (Joaquin Phoenix) trabalha como palhaço para uma agência de talentos, com um agente social o acompanhando de perto, devido aos seus conhecidos problemas mentais. Após ser demitido, Fleck reage mal à gozação de três homens de Wall Street em pleno metrô. A atitude inicia um movimento popular contra a elite de Gotham City, da qual Thomas Wayne é seu maior representante.


A atuação de Joaquin Phoenix vale o filme, apesar de, na minha opinião, ser um tanto superestimado.

[SPOILER]

Vale abrir um parêntese para uma questão que o filme não responde de forma satisfatória. A mãe do Coringa realmente sofria de problemas psíquicos e criou em sua mente a ilusão de que Thomas Wayne era o pai biológico de seu filho? Sabemos que ao longo da história humana as sociedades patriarcais sempre acusaram, quando conveniente aos homens, as mulheres de serem loucas. Mulheres consideradas rebeldes eram enviadas para manicômios, para não "incomodar" os patriarcas. O machismo também produziu quadros de depressão nas mulheres e a "solução" era enviá-las aos hospícios. Se tratando de homens poderosos, era fácil de disseminar na sociedade, inclusive através da imprensa, o diagnóstico dado à mulher considerada louca.

Algo semelhante teria acontecido com a mãe do Coringa? Seria ela uma vítima, ao contrário do que o próprio filho concluiu ao ler os relatórios do hospital psiquiátrico?


Download:
Torrent + Legenda

quinta-feira, 5 de março de 2020

06 - O irlandês (The Irishman) - Martin Scorsese (EUA, 2019)


Direção: Martin Scorsese
Sinopse: Conhecido como "O Irlandês", Frank Sheeran (Robert De Niro) é um veterano de guerra cheio de condecorações que concilia a vida de caminhoneiro com a de assassino de aluguel número um da máfia. Promovido a líder sindical, ele torna-se o principal suspeito quando o mais famoso ex-presidente da associação desaparece misteriosamente.


Na prateleira dos melhores filmes de gângster da história estarão: a trilogia O Poderoso Chefão, Era uma vez na América e O Irlandês.



Download:
Torrent + Legenda

domingo, 1 de março de 2020

05 - Era uma vez em... Hollywood (Once Upon a Time in... Hollywood) - Quentin Tarantino (EUA, 2019)


Direção: Quentin Tarantino
Sinopse: "Era Uma Vez em... Hollywood" revisita a Los Angeles de 1969 onde tudo estava em transformação, através da história do astro de TV Rick Dalton (Leonardo DiCaprio) e seu dublê de longa data Cliff Booth (Brad Pitt) que traçam seu caminho em meio à uma indústria que eles nem mesmo reconhecem mais.


Tarantino mais uma vez usando o cinema para mudar o desfecho de histórias reais. E produzindo mais uma obra com o selo "Tarantino" de qualidade, com sequencias memoráveis, diálogos que já valem o ingresso e atores com um nível tão alto quanto seus personagens. Excelente filme!


Download:
Torrent + Legenda