domingo, 29 de dezembro de 2013

FIM ... CONTINUA...


Mais um ano chegando ao fim e mais uma missão completada! Em 2013 foram 120 filmes vistos e disponibilizados. Somados aos 366 do primeiro ano, mais 120 distribuídos nos Top 10 de cada mês, o blog chegou aos 606 filmes.

Mais leve que em 2012, devo admitir que foi novamente um prazer esse passeio pelo cinema mundial. A cada novo filme, uma nova janela se abrindo. A cada nova descoberta, um novo desejo de ver mais filmes, conhecer mais diretores, viajar por mais culturas e, algum dia, poder pisar em cada um dos países que passaram pelos meus olhos.

Por falar em países, continuo avançando cada vez mais pela América, completando a Europa e desbravando a Oceania. Cheguei à marca de 91 países. Mas foi pela África que eu “acumulei” mais territórios. Desses, destaco Ruanda (Munyurangabo), Costa do Marfim (Em nome de Cristo) e República Democrática do Congo (VivaRiva). Da Oceania, dois ótimos filmes, originários da Nova Zelândia e Samoa: Boy e O Orador. Dos países “inusitados”, ainda tiveram Butão (Viajantes e Mágicos), Islândia (Withe Night Wedding), Luxemburgo (A última fuga), Mongólia (A caverna do cachorro amarelo) e Costa Rica (Água fria do mar).



Os diretores também foram um brilho à parte. Gênios como Ettore Scola, Chaplin, Sergio Leone, Hitchcock, Eduardo Coutinho, Scorsese, Truffaut, Bergman, Glauber, P.T. Anderson, Kubrick e Kurosawa marcaram presença. Outros, que eu só fui descobrir no ano passado, também não decepcionaram: Ki-duk Kim, Emir Kusturica, Chan-Wook Park, Kar Wai Wong, Asghar Farhadi e Paolo Sorrentino. Além, é claro, das gratas surpresas recém-descobertas: Kleber Mendonça Filho, Andrey Tarkovskiy, Zé do Caixão, Yimou Zhang, Marcel Carné e Eric Rhomer.

Mas, vamos aos filmes! Foi fácil escolher o melhor: Nós que nos amávamos tanto (Ettore Scola). Da segunda posição em diante, já foi dificílimo, mas destaco: O grande ditador (Chaplin), Stalker (Tarkovskiy), O som ao redor (Kleber Mendonça Filho), Primavera, Verão, Outono, Inverno e... Primavera (Ki-duk Kim) e Mr. Vingança (Chan-Wook Park).

Dos brasileiros, além de O soma o redor, fico com: À meia-noite levarei sua alma (José Mujica), Moscou (Eduardo Coutinho), O assalto ao trem pagador (Roberto Farias), A febre do rato (Claudio Assis) e O beijo da Mulher Aranha (Hector Babenco).

Também foram ótimos documentários, com destaque para: Os pecados do meu pai (Nicolás Entel), Marighella (Isa Ferraz) e A Vida Louca (Christian Poveda).



Com um ano de blog, já foram quase 50 mil downloads e mais de 400 mil visualizações!

Números que eu considero expressivos e compartilho minha gratidão com todos aqueles que vêm acompanhando o 366filmesdeaz. Agradeço pela colaboração voluntária e pelas constantes visitas: Antonio Fernando, Hugo, Fernando Terroso, Renato, Django, alucardscorner, Michelle, Gilberto, e muitos outros que passam por aqui esporadicamente ou anonimamente. Aos meus amigos “reais”: Vini (diz ele que é o mais assíduo do blog), Tássia (diz ela que acompanha todas as postagens) e a Iury, que dispensa comentários. Sem falar no meu cãopanheiro Kizumba (pelo menos ele tinha que dormir após os 15 primeiros minutos de cada filme). E um agradecimento especialíssimo a Soli, que com seus não-longos textos permite transcender os filmes e provocar reflexões que fazem valer à pena continuar com o blog. A cada comentário dela, um novo exercício para o coração e mente.

Assim sendo, já anuncio que em 2014 a jornada permanece. Tentarei manter o mesmo padrão e atenção. Minha nova meta: 132 filmes. E, se tudo der certo, não conseguirei cumprir. Isso porque pretendo me jogar em outro projeto/sonho/desejo no meio do ano e, assim, interromper as postagens. Mas, até lá, tenho muito filme bom pra ver. Com um torrent na mão e 366 ideias na cabeça.


Vamos à parte III do 366filmesdeaz!



10 comentários:

  1. Parabéns novamente pelo ótimo trabalho.

    Encontrei aqui diversas pérolas escondidas do cinema.

    Abraço e um ótimo 2014

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Valeu, Hugo!
      Ótimo 2014 pra você também.
      abraço
      Az

      Excluir
  2. Olá Az
    Entre os últimos post e nos últimos tempos de 2013 e depois do “especialíssimo” que venha 2014 do jeito que vier que a gente encara.
    Ochê!!! Depois trate de esclarecer pra amiga X aqui : “ Minha nova meta: 132 filmes. E, se tudo der certo, não conseguirei cumprir... e assim, interromper as postagens”. Se for por uma questão de falta de tempo, penso que pode-se ponderar: Que tal mudarmos a convenção do tempo? Assim posso ampliar os meus votos e ti desejar um 2014 com 720 dias e o dia de 36 horas e cada hora com 90 minutos e com direito a três por do sol. Aí, você arruma um tempo pras postagens no meio dos seus sonhos e projetos,
    E Oxalá que nos proteja a todos, que o tempo vai pirar.
    Abraço
    Soli

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. haha, gostei dessa proposta de extensão do tempo. O problema é que quanto mais estica, mais filme tem que ver e aí não acaba nunca!!!! Mas que assim seja, com muito tempo para se fazer o que se gosta e pouco tempo a perder.
      Um feliz 2014 para você e para os seus!!!
      Abraço
      Az

      Excluir
  3. Um ótimo 2014 e que o blog continue sempre assim !

    1 Abraço !

    Filmelixo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Valeu, Fernando! Um feliz 2014 pra você.
      abraço
      Az

      Excluir
  4. Excelente trabalho que tem realizado aqui no blog!
    Muito obrigada.

    ResponderExcluir
  5. Parabéns por mais um ano de bons filmes analisados e compartilhados!
    Um ótimo 2014 pra você!

    ResponderExcluir
  6. Bem..., estamos em 2014...; bem no meio.
    Mesmo nessas condições eu lhe desejo um ótimo ano!
    Conhecendo o blog no momento, e confirmando sua excelência.
    Virei mais vezes.
    Forte abraço!

    ResponderExcluir