quarta-feira, 27 de junho de 2012

132 - Pixote – a lei do mais fraco (idem) – Brasil (1980)


Direção: Hector Babenco
Roteiro: Hector Babenco; Jorge Durán; José Louzeiro
Pixote, um menino de rua, é recolhido a um reformatório em São Paulo, de onde consegue fugir durante uma rebelião. O grupo fugitivo vive de pequenos assaltos e viaja para o Rio de Janeiro, onde continua a luta pela sobrevivência no submundo.

Pixote é, sobretudo, um filme forte. Se em pleno 2012 muita gente se chocaria com as cenas de nudez, sexo e violência protagonizadas pelas crianças, imagine no comecinho da década de 1980. Tiro o meu chapéu para Hector Babenco, por sua ousadia e, ao mesmo tempo, habilidade em tornar as cenas naturais, quase poéticas, sem exageros ou gratuidades.

Por sua forma e conteúdo, é que o filme se tornou referência na filmografia brasileira.

Sociologicamente falando, Pixote continua tão atual quanto antigamente. Não mudou muita coisa, exceto a proporção. Mais Pixotes nas ruas, mais superlotação nos presídios, mais chacinas, e por aí vai...

Pixote morreu e a lei continua sendo a do mais fraco.


Minha nota: 7,7
IMDB:  7,9
ePipoca: 9,3

Quem gostou desse filme, pode gostar de:

Download:

Nenhum comentário:

Postar um comentário