terça-feira, 22 de maio de 2012

95 - Ladrões de Bicicleta (Ladri di Biciclette) – Itália (1948)



Direção: Vittorio de Sica
Roteiro: Vittorio de Sica; Cesare Zavattini; Suso D´Amico; Gerardo Guerrieri; Oreste Biancoli; Adolfo Franci

Após a 2a Guerra, um operário consegue trabalho como colocador de cartazes. Para tanto, tem a ajuda do filho e de uma velha bicicleta. Mas, a bicicleta é roubada e ele e o filho saem em busca do ladrão.


É admirável a sensibilidade de alguns diretores, de conseguirem usar uma história simples para retratar dramas sociais e íntimos. Em Ladrões de Bicicleta, Vittorio de Sica foge de qualquer moralismo social para provocar uma Itália pobre de recursos e de espírito, instigando-a a refletir sobre sua condição, em que não há perspectiva futura e a angústia, o medo, o desespero e a violência é que acabam conduzindo o dia-a-dia da sociedade. A única esperança, talvez, acaba sendo a pureza e a incompreensão das gerações que estão por vir.

Ladrões de Bicicleta é um clássico neo-realista, italianíssimo! Um filme que capta as emoções de uma nação pós-guerra, lhe dá um banho de arte e a reproduz nas telas do cinema.


Minha nota: 8,4
IMDB: 8,4
MelhoresFilmes: 9,4

Download:

3 comentários:

  1. Que filme maravilhoso. Já havia ouvido falar dele, mas claro que sempre adiei. Até que li Homem no Escuro, de Paul Auster, e um dos personagens faz uma crítica do filme. No dia seguinte o assisti, graças ao blog, claro, kkkk. É incrível como ele faz com que um drama individual carregue todas as chagas presentes na sociedade. Mesmo que com pequenas variações, o retrato médio da sociedade italiana estava presente ali, e hoje está presente em várias outras. Grande abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
  2. Esse filme é lindo. Te recomendo ver Umberto D.
    Outra joia rara, que traz sensações parecidas.
    grande abraço,
    Az

    ResponderExcluir