quinta-feira, 26 de abril de 2012

73 - Aniki Bóbó (Aniki Bóbó) – Portugal (1942)

Direção: Manoel de Oliveira
Roteiro: Manoel de Oliveira
Garoto tenta ser aceito num grupo de meninos que brincam na rua. Primeiro longa do veterano realizador português Manoel de Oliveira. 

Impossível assistir esse filme e não se recordar da própria infância. Quantas saudades do meu tempo de outrora. “Anikibébé, anikibóbó. Passarinho, totó, berimbau, cavaquinho, Salomão, sacristão. Tu és polícia, tu és ladrão”.
Se os “miúdos” me fizeram recordar das minhas brincadeiras e aventuras infantis, Carlito me fez lembrar de Totó, de Cinema Paradiso. As ruas da capital portuguesa me fizeram lembrar de Sob o céu de Lisboa. E Portugal, em si, sempre me faz lembrar de Fernando Pessoa:
Gato que brincas na rua
Como se fosse na cama,
Invejo a sorte que é tua
Porque nem sorte se chama.
Bom servo das leis fatais
Que regem pedras e gentes,
Que tens instintos gerais
E sentes só o que sentes.
És feliz porque és assim,
Todo o nada que és é teu.
Eu vejo-me e estou sem mim,
Conheço-me e não sou eu
Poema que combina bem com os “gatos” de Aniki Bóbó – que sentem só o que sentem.
Minha nota: 7,8
IMDB:  7,8
MelhoresFilmes: 7,7

Download:
Torrent + Legenda (4shared)
Torrent + Legenda (zippyshare)

2 comentários:

  1. Parece-me muito bom. Gosto de filmes nostálgicos.Um abraço...

    ResponderExcluir
  2. Se você gosta de filmes nostálgicos, entao vai gostar desse sim. Vale a pena! abraço

    ResponderExcluir