terça-feira, 24 de abril de 2012

69 - Antes que o mundo acabe (idem) – Brasil (2009)

Direção: Ana Luiza Azevedo
Roteiro: Ana Luiza Azevedo; Jorge Furtado; Paulo Halm; Giba Assis Brasil
Daniel é um adolescente que mora no interior gaúcho, junto com a irmã, a mãe Elaine e seu padrasto. Em meio a brigas, dúvidas e conflitos de uma adolescência do século XXI, Daniel se depara com mais um problema: o pai, que nunca havia dado sinal de vida, resolve lhe mandar uma carta. O homem mora na Tailândia e vai dar a Daniel uma nova visão sobre o mundo.

É sempre bom ver filmes gaúchos, sobretudo os da Casa de Cinema de Porto Alegre. Não sei por que, mas neles há sempre um quê existencialista, passada de uma forma simples, reconhecendo a existência nos pequenos detalhes e passagens da vida, tal como nos filmes de Woody Allen. Além disso, a simplicidade da produção é algo que cativa.
Filmes simples têm o seu charme. E Antes que o mundo acabe é um exemplo disso. É uma obra que acrescenta muito pouco para a linguagem cinematográfica e nem se perpetuará na sua história. É corriqueira, passageira, mas dura o tempo suficiente para produzir sensações e lembranças. Pois assim é a vida, repleta de pequenos momentos que, sabe-se lá por que, ficarão nas nossas memórias e rechearão nossas existências.
Por exemplo, Antes que o mundo acabe me fez lembrar de Houve uma vez dois verões. A mãe do Daniel me fez lembrar de Sanduíche. O professor me fez lembrar de Ângelo anda sumido. O pôster do Daniel, do Grêmio campeão do Mundo de 1983, colado na parede do seu quarto, me fez lembrar do pôster que eu tinha, colado na parede do meu quarto, do Grêmio campeão de Libertadores de 1995, cuja escalação, sem precisar do google, era: Danrlei; Arce, Luciano, Rivarola e Roger; Luís Carlos Goiano, Dinho, Arílson e Carlos Miguel; Paulo Nunes e Jardel. As letrinhas dos créditos finais me fizeram lembrar a orelha de Alice, de Jorge. O porre do Daniel me fez lembrar o porre que eu tive com a mesma idade dele, 15, quando eu terminei a prova, passei o resto da manhã toda bebendo na barraca da Cigana e, ao voltar para aula, não aguentei e vomitei o banheiro todo. Um amigo de minha irmã teve que vir me buscar. Minha mãe questionou por quê que eu bebi e não voltei para casa, em vez de ir para a escola. E a coordenadora pedagógica me obrigou a assistir o filme 28 Dias, cuja personagem era alcoólatra, mas que acabava vencendo a batalha contra o álcool.
Os apaixonados Pedro, Mim e Lucas percorrendo Porto Alegre me fizeram lembrar os apaixonados Tássia e eu, percorrendo Porto Alegre. Só nós dois, porque não somos poliândricos e nem moramos no norte da Índia. E, obviamente, as imagens de PoA me fizeram lembrar dos momentos em que eu e Tássia tivemos na pracinha que tem a estátua de Quintana e Drummond, na Casa de Cultura, na rua dos Andradas, do laranjinha, da Polar (provando que os métodos das coordenadoras pedagógicas nem sempre são eficazes), das flores de Bento Gonçalves, da rodoviária e do Umbu Hotel – que aparece por dois segundos em uma sequência do filme, aonde nós fizemos a pré-reserva, mas, advertidos pelo taxista, passamos direto dessa enrascada e nos hospedamos no Hotel Express.
Enfim, Antes que o mundo acabe me fez lembrar de tanta coisa. E se eu for destrinchar o que cada coisa, por sua vez, me lembra, eu passaria a vida inteira escrevendo.
Isso aí: as minhas lembranças fariam eu passar a vida inteira escrevendo. Deve ser mais ou menos sobre isso que o filme fala.

Minha nota: 7,5
IMDB:  7,1
MelhoresFilmes: -

Download:
Torrent

Torrent (zippyshare)

ou
compre o DVD, por apenas R$ 30,00

4 comentários:

  1. oxi, achei esse blog hoje, nem sei de que ano é ou se o autor ainda o atualiza, mas pulando de link em link, de filme em filme, cheguei nesse aqui que sempre foi um dos meus favoritos. não daqueles de se explanar, de comprar pôster, de ter camiseta, porque esses você não ama; só quer mostrar e ser reconhecido. mas é difícil ser reconhecido com um filme que quase ninguém conhece, como é o caso de antes que o mundo acabe. não, esse é daqueles favoritos de guardar no fundinho da alma e ficar felizinho toda vez que acha outro alguém que goste dele também. enfim, essa resenha me alegrou num nível estratosférico. viva as lembranças!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Bruna.
      Sim, ainda sigo por aqui, mantendo o blog atualizado.
      E fico feliz de encontrar pessoas passeando por aqui e te agradeço por me fazer reler esse post e revisitar tão boas lembranças.
      seja bem-vinda!
      :)
      Az

      Excluir
  2. Show esse blog AZ. Parabéns. Estou procurando este filme (ANTES QUE O MUNDO ACABE) para baixar. Gostaria de passar para os meus alunos mas não estou conseguindo. Pode me ajudar ?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Cesar.
      Então... o primeiro passo é baixar o arquivo. Clica em "Torrent (zippyshare)", vc vai ser redirecionado para a página do zippyshare, daí é só clicar em "download now" (laranjinha, canto direito). Pronto, o arquivo do torrent do filme será baixado. Para baixar o filme você precisará ter o programa uTorrent - é simples e bem popular, sites como baixaki tem pra baixar gratuitamente. Com o arquivo baixado e o programa instalado é só clicar duas vezes no torrent do filme, que o programa irá abrir e o download do filme começará a ser feito. Alguns filmes demoram poucos minutos para baixar, outros levam dias. É torcer para que esse seja baixado rapidamente. Se não conseguir me fala, que a gente tenta de outro jeito.
      abraço,
      Az

      Excluir