segunda-feira, 9 de abril de 2012

18 - O Encouraçado Potemkin (Bronenosets Potyomkin) – U.R.S.S. (1925)

Direção: Sergei Eisenstein
Roteiro: Sergei Eisenstein; Nina Agadjanova
A revolta dos marinheiros do Encouraçado Potemkin, em 1905, um dos estopins da Revolução Russa de 1917. Considerado um dos melhores filmes de todos os tempos. A cena dos soldados russos descendo as escadarias de Odessa tornou-se referência clássica.

Fim de tarde, um acarajé na mão e o controle remoto na outra. Foi assim que eu me preparei para encarar Eisenstein. Um diretor clássico, que, inclusive eu já o tinha lido, mas nunca visto. Eu já me preparava para uma obra pesada, cansativa e que demandasse muita atenção. No entanto, fui surpreendido.
O filme é genial, grandioso, forte e, ainda por cima, não era chato, como eu imaginava. Muito mais fácil de ser visto do que qualquer um dos cansativos filmes de Godard. Traz uma crítica social universal, capaz de traduzir tudo o que aconteceu no século XX – o choque entre a revolta comunista e a opressão capitalista e tudo que isso trouxe como conseqüência: Lenin, Hitler, Nixon, Berlim, Lamarca, Costa e Silva, Lula. É uma aula de história, ao mesmo tempo em que é uma aula de cinema. Até o acarajé ficou mais saboroso.
Os livros e internet estão fartos de críticas e estudos sobre esse filme e, mais precisamente, sobre Eisenstein e o cinema soviético - tão importante para a filmografia mundial. De qualquer forma, sugiro a leitura desse texto, que faz referência a uma reflexão envolvendo o status de arte ou não do Encouraçado.

Minha nota: 8,7
IMDB:  8,1
MelhoresFilmes: 9,5

Download:
Torrent

Torrent + Legenda (zippyshare)

4 comentários:

  1. Clássico mesmo. Até eu que não sou muito ligado em cinema considero obrigatório

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Com certeza! Até porque ele nem é tão "difícil" de se assistir, como muitos clássicos são. Pelo contrário, dá pra ver com prazer. Como você disse, é obrigatório!

      Excluir
  2. Respostas
    1. Que bom que pude ser útil, Tayná. Espero que goste do filme.... pra mim, dos clássicos, é um dos melhores.
      Precisando, tô por aqui.

      abraço
      Az

      Excluir