terça-feira, 3 de abril de 2012

05 - Sindicato de Ladrões (On the Waterfront) - Estados Unidos (1954)


Direção: Elia Kazan
Roteiro: Budd Schulbergh
Jovem estivador se apaixona pela irmã de rapaz que ajudou a matar e entra em choque com a máfia que organiza e explora o trabalho no porto de Nova York. Oscars de melhor filme, diretor, ator (Brando), atriz coadjuvante (Eva Marie Saint), roteiro, fotografia, direção de arte e montagem.

Um filme muito bem feito, considerado, por muitos, um clássico. Mas, eu confesso que esperava mais.
O roteiro é muito bem amarrado, inteligente e proporciona coerência com às transformações do personagens, sobretudo o interpretado – e muito bem interpretado – por Marlon Brandon (novinho, novinho). A crítica social também é oportuna: a corrupção e desvios que ocorriam no sindicato, ao mesmo tempo que oprimia e silenciava uma legião de miseráveis trabalhadores.
Tem, também, uma cena clássica, onde Terry conversa com seu irmão, no bando de trás do carro. E um dos dois precisará ser morto.
No entanto, o mais curioso e contraditório foi descobrir que o diretor, Elia Kazan, foi acusado de denunciar seus colegas do Partido Comunista às forças estadunidenses, que promoviam um caça às bruxas, no tempo da Guerra Fria. Segundo dizem, muitos deles tiverem sua carreira destruída, por conta da suposta delação de Kazan. Reza, também, a lenda, que Orson Welles teria dito que Kazan “trocou a alma por uma piscina”.
Enfim, dizem muita coisa. Mas o fato é que, durante uma premiação do Oscar, atores como Ed Harris, Nick Nolte e Holly Hunter fizeram questão de não o aplaudir. O vídeo pode ser visto aqui nos instantes 1:30 e 2:04.
Minha nota: 7,2
IMDB:  8,4
MelhoresFilmes: 9,4


Download:

Nenhum comentário:

Postar um comentário